PÓS

Parceria entre instituições distribui mais de quatro toneladas de alimentos

Em formato de cestas básicas, as doações foram feitas na comunidade de Capoeiruçu, bairro de Cachoeira, onde está localizada a Faculdade Adventista da Bahia(FADBA). A iniciativa foi uma parceria entre a sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para os estados da Bahia e de Sergipe (União Leste Brasileira) e a ADRA, Agência Humanitária Adventista e a Assistência Social Adventista(ASA) da igreja local.

 

Em formato de cestas básicas, as doações foram feitas na comunidade de Capoeiruçu, bairro de Cachoeira, onde está localizada a Faculdade Adventista da Bahia(FADBA). A iniciativa foi uma parceria entre a sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para os estados da Bahia e de Sergipe (União Leste Brasileira) e a ADRA, Agência Humanitária Adventista e a Assistência Social Adventista(ASA) da igreja local. 

“A Igreja Adventista do Sétimo Dia em toda a América do Sul e especialmente aqui no território da União Leste Brasileira, foram muito ativas e relevantes para ajudar a comunidade em suas necessidades mais básicas. Porque a gente sabe que é importante. As empresas estão preocupadas em atender os seus funcionários, o governo está fazendo tudo o que pode para atender, mas isso em muitos casos não tem sido suficiente e a igreja tem se demonstrado com uma grande ação social, promotoras de ajuda as comunidades”, explica Eber Liessi, diretor geral da FADBA.

Liessi acrescenta que a Faculdade Adventista da Bahia têm desenvolvido ações sociais e projetos de auxilio para aliviar o sofrimento e ansiedade dos alunos, familiares e da comunidade. Em parceria com a Assistência Social Adventista e do setor de desenvolvimento espiritual do câmpus, foi realizado o levantamento das principais necessidades e o cadastro das famílias.

Alcance  

Cada um ajuda como pode, e quando as forças são unidas, é possível alcançar mais pessoas. Foram cerca de cinco toneladas de alimentos distribuídos para mais de 100 famílias da comunidade e de estudantes de Capoeiruçu, bairro da cidade de Cachoeira, onde está localizada a FADBA.

Uma das beneficiadas pela ação foi a Maria Gorete Barros, que é mãe de um aluno da instituição, frequenta a igreja do câmpus e é cadastrada na ASA. “Me inscrevi na Assistência Social Adventista e de lá pra cá eu venho recebendo essa cesta e me ajuda muito”, conta.

A capelania universitária, responsável por incentivar e atender espiritualmente aos alunos da FADBA, têm desenvolvido um trabalho especial no período da pandemia. Uma equipe é responsável por cadastrar estudantes que necessitam de ajuda com itens de manutenção pessoal, outra equipe ajuda no translado para resolução de questões básicas ou idas ao hospital, além do plantão diário de aconselhamento, com pastores e psicólogos.

Jorge Albano Vasco é estudante de teologia e pagava suas despesas com a venda de trufas nas cidades vizinha e por conta da pandemia, teve o seu meio de trabalho suspenso. “A capelania ter de proposto a nos dar assistência foi muito importante porque nós estávamos longe das nossas cidades e das nossas casas, então nos sentimos muito abraçados porque vimos a responsabilidade que a faculdade tem conosco não apenas de nos passar conteúdo acadêmico, mas de nos abraçar no momento que nós mais precisávamos”, relata.

O pastor Jedson Moura, líder espiritual dos universitários explica que no início da pandemia, a capelania se mobilizou para inicialmente identificar todos os estudantes que estavam passando por alguma necessidade, e buscar atender essas necessidades. Mas o projeto cresceu e foi ampliado para a comunidade e também as pessoas cadastradas na Assistência Social da igreja.

“Com a nossa equipe, a gente acredita que nesse período de crise e de pandemia, acho que três coisas precisam ser relevantes: a gente precisa ter prudência, fé e confiança e também amor pelo próximo. Então é isso que a gente tem desenvolvido, amar o próximo e temos procurado desenvolver ações que possam ajudar essas pessoas a ter acesso as suas necessidades mais básicas”, conclui Jedson.

Cada cesta levou registrado o verso bíblico que está em 2 Tessalonissenses 3:13, que diz – “Nunca se cansem de fazer o bem” e é com esse pensamento, que os projetos de ajuda e auxílio aos necessitados continua em todo o território da Bahia, de Sergipe, do Brasil e até os confins da terra, graças ao esforço de uma igreja engajada e unida.

Comente