Festa da amizade continua divertindo e emocionando mesmo depois de sua 41ª edição

Por Suelane Carneiro

Ser criança é viver os instantes da vida com a inocência e alegria que nenhum adulto será capaz de sentir. Voltar a infância é resgatar a pureza de uma vida sem máscaras e a leveza de encontrar sentido nas coisas mais simples. Esse foi o foco que norteou os últimos encontros de celebração da amizade do internato.

Com o tema De volta a infância, a Festa da Amizade teve início na tarde desta segunda-feira (12) no câmpus da Faculdade Adventista da Bahia (Fadba).  Os internos puderam participar de atividades radicais como arborismo, slackline, corrida com carrinho de rolimã, bexigaball, passeio a cavalo, ciclismo, patins e skates.

A Festa da Amizade é um programa tradicional da (Fadba) e o evento mais aguardado pelos alunos do internato. Acontece há mais de 40 anos e a cada edição a instituição inova em suas atividades. Este ano o programa foi dividido em dois dias e em três etapas: esporte, lazer e espiritual.

A FESTA

À noite, o riso foi garantido. Na festa temática, com direito a uma variedade de lanches apetitosos, os internos puderam se fantasiar do seu personagem infantil favorito. Na programação, uma breve sinopse de alguns dos desenhos animados mais famosos levaram os estudantes a se lembrarem com entusiasmo de quando eram crianças. Mas a euforia ficou por conta da presença da turma do Nosso Amiguinho que cantou e encantou a todos.

Passado o momento de alegria e diversão, ainda à noite, os internos foram levados a um encontro espiritual com Deus na Serra da Putuma em Conceição da Feira. Todo um cenário foi montado a fim de promover um ambiente que permitisse esse momento reflexivo. Sentados sobre o relevo baiano assistiram a uma encenação sobre a brevidade da vida e a importância de entregá-la a Jesus.  

No ambiente frio da montanha a mensagem foi proferida pelo diretor de Bem-estar Estudantil e Desenvolvimento Espiritual da Fadba, o pastor Hebert Cleber, que aqueceu o coração dos estudantes com palavras de esperança e motivação. Ao final, fogos de artifício foram lançados ao céu em celebração da amizade e da vida.

Para Michael Rodrigues, aluno do terceiro ano do curso de Odontologia, todos os momentos que evolveram o primeiro dia da Festa da Amizade foram divertidos e impactantes. “Tudo está sendo bem legal, mas, sem dúvida alguma, o que mais me impactou foi o momento espiritual na serra. As músicas, a peça e o sermão mexeram muito comigo.” declara.

PASSEIO SURPRESA

O segundo dia de comemorações foi ainda mais animado, sem saber para onde iriam os estudantes foram levados para um hotel fazenda. Lá andaram de pedalinho, montaram a cavalo, brincaram de cama elástica, touro mecânico entre outras atividades recreativas.

Monitores, preceptores e pastores se mobilizaram durante meses para que os programas acontecessem de forma saudável, divertida e segura. Essa dedicação foi observada pela Lídia Spagnolli, aluna do segundo ano do ensino médio. “Tudo está sendo tão incrível, simplesmente estou amando. A gente percebe que cada coisa foi feita com muito carinho e amor. Está sendo muito além do que imaginei”, comemora.

CUIDADOS DEVIDOS

No início da pandemia por conta da Covid-19, a Fadba precisou adotar uma série de medidas de segurança e isolamento social para proteção dos alunos internos. Eles não poderiam entrar em contato com nenhum público externo e todos os ambientes e objetos compartilhados precisavam ser higienizados com frequência.

Segundo o pastor Marco Antônio, preceptor chefe do internato, para que um evento como esse acontecesse foi preciso seis meses de preparo. Tendo atenção a todos os cuidados de segurança.

“Alguns alunos regressaram para suas casas quando a pandemia começou. Ao voltarem para o internato cuidamos para que eles tivessem o tempo de isolamento necessário e assim não provocasse risco aos demais. Além disso, cuidamos para que a segurança nas atividades esportivas fosse eficaz. Em todas as atividades, há sempre um enfermeiro de plantão e um carro de apoio caso seja necessário”, informa.

SATISFAÇÃO

Pastor Marco fala ainda sobre a relevância de realizar eventos como o da Festa da Amizade.

“Promover momentos de bem-estar, de atividade e de relacionamento tem sido de suma importância na superação da situação na qual todos estamos inseridos. Em cada atividade percebemos que nossos alunos ficam mais tranquilos e esperançosos”, enfatiza.

Para a preceptora chefe Milse Reis, o trabalho em equipe é sempre um grande diferencial.

“O que nos permite realizar tudo isso é termos o privilégio de contar com uma boa equipe. Assim, o trabalho é prazeroso. Tudo que fizemos foi com muita oração, dedicação e planejamento. Quando todos fazem sua parte com eficiência, confiança e entrega a Deus não há como as coisas não darem certo”, celebra.

MISSÃO

Para muitos, o ápice do programa ficou para o final. Quase 120 balões foram lançados ao céu carregando mensagens de esperança, escrita pelos alunos a um destinatário desconhecido.

Para o pastor Hebert Cléber, a proposta das cartas é levar um pouco de Jesus e de Seu amor as pessoas que talvez nunca tenham ouvido falar Dele.

“Os balões percorrerão os céus do recôncavo baiano durante nove a dez horas. Em algum momento os balões irão cair. Esperamos que essas cartas cheguem no lugar certo e para a pessoa certa e quem sabe transforme a vida de alguém”, espera.

A Festa da Amizade contou com o apoio do setor financeiro, da diretoria geral, diretoria acadêmica, capelania universitária, capelania do ensino básico, preceptores, monitores, equipe de psicologia e enfermagem do CAB, equipe de nutrição do refeitório, manutenção e do marketing da Fadba. 

         

Foto: Naassom (Marketing)

OBS: Confira as fotos no perfil do instagram @faculdadeadventista e do @internato.adventista 

Olá! Eu sou a Ane.
Posso ajudar?