FADBA participa do III Congresso Sul-Americano de Pesquisa de Educação Adventista

Por Líddia Marques

Informações: Fabiano Leichsering e http://congresoinvestigacion.uap.edu.ar/

Com a finalidade de reunir a experiência acadêmica relacionada a pesquisa, extensão e inovações educacionais das universidades adventistas distribuídas nos 8 países do território da Divisão Sul-Americana, o departamento de educação da Divisão Sul-Americana e a secretaria de ciência e tecnologia da Universidade Adventista de Plata organizaram o III Congresso Sul-Americano de Pesquisa de Educação Adventista, que aconteceu entre os dias 4-7 de junho. A FADBA participou do evento com um delegação de 38 pessoas, sendo composta por professores e alunos que puderam, além de perceber as tendências educacionais e formativas em suas áreas, partilhar aquilo que se tem pesquisado e desenvolvido.

Fabiano Leichsering, Diretor acadêmico da  FADBA, conta que “A vivência com os profissionais de outras instituições e países sempre é enriquecedora, não somente pelos aspectos culturais, mas particularmente pela possibilidade de conhecer as linhas de investigação e direcionamentos de pesquisa de cada uma dessas instituições”. O congresso, que acontece a cada dois anos, foi uma ocasião propícia para o diálogo acadêmico interdisciplinar que produzirá mais e melhor conhecimento científico fiel aos mais altos padrões internacionais e aos princípios divinamente inspirados que governam a vida das instituições universitárias e universitárias adventistas.

“O objetivo do congresso é fortalecer a pesquisa científica, a identidade institucional e as redes de integração entre as instituições que formam nossa Rede Educacional Adventista”, comenta o Diretor de Educação da Divisão Sul-Americana da IASD, Edgar Luz. O evento contou com a presença de palestrantes internacionalmente reconhecidos, como o diretor de pesquisa da universidade de Loma Linda, Dr. James Wesley, além dos reitores que estiveram reunidos no conselho de reitores da DSA e dos consórcios de saúde e gestão.

“Fomos a segunda maior delegação universitária no congresso, não somente em número de participantes, mas em número de trabalhos apresentados. Isso denota a importância e seriedade com que a FADBA tem tratado a pesquisa científica e a produção de novos conhecimentos, sendo essa a base de consolidação do desenvolvimento universitário”, completa Fabiano.

Olá! Eu sou a Ane.
Posso ajudar?